Pesquisar

Login

Registre-se ou faça o login para receber nossos informativos.



Prosperidade e padrões mentais PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Artigos on line - Artigos
Escrito por Humberto Pazian   
Ter, 22 de Março de 2011 09:36

Se procurarmos no dicionário o significado de prosperidade, vamos encontrar como sinônimo as palavras êxito, abundância, sucesso nos empreendimentos, objetivos e, dentre outros, felicidade. O pensamento popular define prosperidade como sucesso financeiro, ou aquele estado em que o dinheiro e os bens materiais chegam abundantemente. Na verdade, o significado é bem abrangente, engloba sim, o dinheiro e tudo que ele pode comprar, mas se utilizarmos a felicidade como sinônimo principal de prosperidade, podemos também dizer que há a prosperidade profissional, espiritual, social, familiar e por aí em diante.

Se dividirmos nossas vidas em segmentos – família, trabalho, financeiro e outros –, poderemos traçar planos e metas e alcançar níveis diferentes de satisfação, felicidade e, se preferirem, prosperidade. Mas, antes de enveredarmos por esses caminhos, vamos refletir um pouco sobre algo que tem que estar muito bem definido.

Desde cedo somos influenciados com conceitos e normas dos pais, tutores, professores, e à medida que vamos crescendo, o bombardeio mental aumenta, acrescendo os amigos, a mídia, a religião e a sociedade como um todo.

Essas informações que recebemos, de acordo, com o apelo emocional que possuam, ou seja, que as emite, de que forma é emitida e assim por diante, criam verdadeiras leis em nosso mundo interior fazendo com que todas as nossas decisões se norteiem por elas. Darei um exemplo: uma pessoa que, desde a sua infância, ouviu dos pais e responsáveis que “O dinheiro não traz a felicidade”. Essa ideia, sendo repetida e reforçada no decorrer da vida trará, sem dúvida, problemas na questão financeira, pois ao mesmo tempo em que a pessoa busca o dinheiro para as suas necessidades e prosperidade, interiormente luta contra isso. É como se fosse uma sociedade de duas pessoas com objetivos opostos e bem definidos...Não daria certo, não é mesmo?

Temos, em nosso acervo mental, centenas de milhares de padrões, pois tudo o que fazemos é baseado nesses arquivos. Podemos dizer que estamos programados para sermos do jeito que somos. Um especialista das ciências da mente, analisando nossos padrões, ou melhor, conhecendo-nos um pouco, já poderia indicar se teremos sucesso ou não em nossos empreendimentos.

Os padrões podem ser positivos ou não, a favor ou contrários à nossa felicidade, e se quisermos êxito em nossos empreendimentos e prosperidade em nossa vida, em todos os setores, precisamos antes de mais nada conhecermos os nossos padrões.

Parece que esse velho pensamento de Sócrates não está ultrapassado. Cada vez mais batemos na mesma tecla, ou seja, para viver bem, feliz ou próspero precisamos conhecer-nos, saber o que pensamos, no que acreditamos, saber quem somos. Embora é algo sugerido há muito tempo por elevados espíritos, não damos o devido valor a esse quesito. Embora possa parecer difícil, não é tanto assim. É necessário, porém, dedicação de nossa parte.

Trecho da matéria de capa da Revista Cristã de Espiritismo, ed.88. Leia o artigo completo!

 

Faça uma visita!

Caminho Espiritual 42

Carrinho

VirtueMart
O seu Carrinho de compras encontra-se vazio no momento.

Para ouvir