Pesquisar

Login

Registre-se ou faça o login para receber nossos informativos.



O que é uma civilização avançada?
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Artigos on line - Artigos
Escrito por Victor Rebelo   

Até que ponto podemos considerar nossa sociedade, realmente, como civilizada?

Primeiro, vamos entender o significado de civilização...

“Conjunto das características próprias da vida intelectual, social, cultural, tecnológica etc. que são capazes de compor e definir o desenvolvimento de uma sociedade ou de um país.

Condição daquilo que se encontra em avanço; desenvolvimento cultural; progresso. (...)” – Fonte: Dicionário on-line de português (www.dicio.com.br).

De acordo com a mesma fonte, civilizado significa:

“Dotado de civilização: país civilizado.

Que possui os costumes e ideias próprios ao estado de civilização.”

Se olharmos para o passado, veremos que a maioria dos países tem evoluído muito, o que nos faz pensar que somos, em geral, uma civilização avançada. Independente da diversidade cultural e das diferenças econômicas e socias, entre as nações, nos consideramos bastante civilizados! Mas e com relação ao nosso desenvolvimento espiritual, ético, emocional, interpessoal, enfim... humano? Será que nos desenvolvemos tanto quanto no aspecto material?

Vejamos o que os espíritos consideraram como civilização, em O Livro dos Espíritos:

793. Por que indícios se pode reconhecer uma civilização completa?

“Reconhecê-la-eis pelo desenvolvimento moral. Credes que estais muito adiantados, porque tendes feito grandes descobertas e obtido maravilhosas invenções; porque vos alojais e vestis melhor do que os selvagens. Todavia, não tereis verdadeiramente o direito de dizer-vos civilizados, senão quando de vossa sociedade houverdes banido os vícios que a desonram e quando viverdes como irmãos, praticando a caridade cristã. Até então, sereis apenas povos esclarecidos, que hão percorrido a primeira fase da civilização.”

Esta resposta demonstra qual é o conceito de evolução social da doutrina espírita e amplia nosso olhar sobre o que podemos considerar como realmente civilizado. Sob este aspecto, reconhecemos que alguns povos “selvagens” do passado, por exemplo, eram muito mais evoluídos do que os europeus do século XIX.

Continuando, lemos em O Livro dos Espíritos:

“A civilização, como todas as coisas, apresenta gradações diversas.

(...) De duas nações que tenham chegado ao ápice da escala social, somente pode considerar-se a mais civilizada, na legítima acepção do termo, aquela onde exista menos egoísmo, menos cobiça e menos orgulho; onde os hábitos sejam mais intelectuais e morais do que materiais; onde a inteligência se puder desenvolver com maior liberdade; onde haja mais bondade, boa-fé, benevolência e generosidade recíprocas; onde menos enraizados se mostrem os preconceitos de casta e de nascimento, por isso que tais preconceitos são incompatíveis com o verdadeiro amor do próximo; onde as leis nenhum privilégio consagrem e sejam as mesmas, assim para o último, como para o primeiro; onde com menos parcialidade se exerça a justiça; onde o fraco encontre sempre amparo contra o forte; onde a vida do homem, suas crenças e opiniões sejam melhormente respeitadas; onde exista menor número de desgraçados; enfim, onde todo homem de boa-vontade esteja certo de lhe não faltar o necessário.”

Os anos passam, os cenários políticos se alternam... mas tenha em mente que uma renovação social radical e abrangente só será possível se desenvolvermos – cidadãos comuns e representantes do Estado – em nosso dia a dia, os valores de uma verdadeira civilização.

 

Faça uma visita!

LiveZilla Live Help

Carrinho

VirtueMart
O seu Carrinho de compras encontra-se vazio no momento.

Para ouvir